É a Medicina mais antiga que se tem conhecimento (entre 3.000 a 5.000 anos de existência). 

Ayurveda significa, em sânscrito, Ciência (veda) da vida (ayur).

É um sistema milenar holístico da medicina tradicional indiana que visa a cura e de manutenção da saúde, profundamente espiritual, no qual tanto o corpo como a mente são avaliados. Assim tudo é conduzido à unidade com o universo ou unidade com Brahma, o Criador. O Homem é um microcosmo do macrocosmo, é parte deste vasto universo. De acordo com a Ayurveda, saúde não é meramente um estado livre de doenças, mas um estado de contínuo bem estar físico, mental, social e espiritual. Toda a manifestação material do universo é formada por cinco elementos; Éter, o ar, o fogo, a água e a terra. Toda a matéria que existe no universo provém destes cinco elementos, inclusive o corpo humano. Quando algum dos 5 elementos está em desequilíbrio no corpo do indivíduo, inicia-se o processo da doença. Os elementos se unem 2 a 2 para formar os doshas: Pitta, Vata e kapha. Os doshas em desiquilíbrio geram as doenças.

Os doshas:

  • Vata, regido por ar e éter, aquilo que move
  • Pitta, regido por fogo e água, aquilo que digere
  • Kapha, regido por terra e água, aquilo que protege ou mantêm as coisas unidas.

O planejamento do cardápio é totalmente individualizado, selecionando os alimentos e formas de preparo de acordo com a constituição individual, ou doshas predominantes ou com necessidade de serem reforçados ou amenizados. Os doshas podem ser controlados através dos 6 sabores - salgado, picante, adstringente, amargo, doce e azedo. Estes sabores podem agravar e pacificar diferentes doshas. Conciliar os seis sabores é essencial para o equilíbrio da dieta na medicina Ayurvédica. A nutrição é a base de qualquer tratamento. A seleção dos alimentos e formas de preparo devem ser de acordo com a constituição individual, ou doshas predominantes. Existe a preocupação de que as toxinas não sejam formadas no organismos decorrente de digestão inadequada ou completa. Utilizam de ervas e especiarias para ajudar na digestão. O alimento é considerado a fonte de PRANA e energia.

Recomenda-se: alimento integral, alimentos frescos, preparado em até 6 horas antes do horário da refeição, aquecido no fogo (evitar o forno de micro-ondas), pouco cozido, utilizar panela de ferro ou de inox.

O alimento deve ser preparado por pessoas que nos queiram bem. A energia da pessoa que cozinha é passada para o alimento. O hábito de comer é um ritual sagrado.

Princípios Ayurvédicos de Nutrição:

1. A comida deve ser quente (cozinhada);
2. A comida deve ser saborosa e de fácil digestão;
3. Ingerida em quantidade certa. Nem demais, nem de menos;
4. Ingerida em estômago vazio. Depois da digestão da última refeição e não antes;
5. Alimentos têm de ser compatíveis, e sem ações contraditórias;
6. Alimentos têm de ser ingeridos em ambientes agradáveis;
7. Não comer à pressa, nem levar tempo demais;
8. Concentração nos alimentos durante a refeição;
9. Consumir apenas alimentos apropriados à constituição individual e apropriados ao temperamento mental e emocional.

Ao cozinhar de acordo com as regras da medicina Ayurveda, é necessário ter em atenção o efeito dos alimentos tanto no corpo, como na mente. A mente tem três propriedades: sattva (equilíbrio, pureza), rajas (movimento, agressividade) e tamas (letargia, escuridão), e os alimentos também.    

Alimentos tamásicos – são aqueles que agravam o tamas na mente, aumentando a confusão, depressão, letargia e inércia. Incluem toda a comida processada, álcool, congelados, drogas e químicos, cebolas, cogumelos, carne, peixe e aves.

Alimentos rajásicos – são aqueles que estimulam o fogo, movimento, criatividade, agressão e paixão. Tradicionalmente na Ayurveda, eram recomendados aos guerreiros antes de uma batalha. Incluem alho, pimentos, ovos, queijo, açúcar, abacate, citrinos, alimentos fermentados, etc.

Alimentos sátvicos – são aqueles que mantêm a mente limpa, verdadeira e focada. Incluem a maioria dos vegetais frescos, frutas, cereais, leite materno, ghee, frutos secos e adoçantes naturais. É a escolhida pela maioria das pessoas que estão no caminho espiritual, levando para dentro, o EU.

Comer de uma forma sátvica tem um impacto em todos os doshas. O aumento de sattva em Vata ajuda a acalmar a mente e o corpo; em Pitta faz com que seja mais fácil gerir a impaciência e irritabilidade, mais uma vez levando à paz e à calma. Em Kapha, uma dieta sátvica ajuda na ligeireza e flexibilidade, reforçando a calma inata da mente de Kapha.

As pessoas de natureza Pitta (Fogo + Água) tem o fogo como predominante, então, o calor em excesso é um veneno para elas. As principais características Pitta são: constituição mediana; vigor e resistência medianos; temperamento empreendedor, gosto por desafios; inteligência aguçada; muita fome, sede e boa digestão; tendência à raiva e à irritabilidade sob tensão; pele clara, rosada e frequentemente sardenta; aversão ao sol e ao calor; aversão a omissão de refeições; tendência ao grisalho muito cedo; reagem visualmente ao mundo; exigente, sarcástico ou crítico demais. A localização principal Pitta é o intestino delgado Nestes casos, a nutrição ideal precisa ser baseada em umidade e peso, para suavizar os fatores leves e quentes do fogo. Alimentos como ghee (manteiga clarificada), vegetais frescos, frutas doces, água de coco, água de rosas e chás refrescantes são recomendados. Para uma pessoa de natureza Pitta não é aconselhável alimentar-se quando com raiva, preocupada ou irritada, bem como ingerir alimentos salgados, ácidos, picantes, quentes, excessivamente cozidos e frituras.

O Kapha  (Água + Terra) tem a água como predominante. Água em ayurveda é fria, úmida e pesada. As principais características são: constituição forte e sólida, grande energia e resistência física; energia constante, gestos vagarosos e graciosos; personalidade calma e tranquila, lentidão para se enfurecer; pele fria, macia, grossa, pálida e geralmente oleosa; lentidão para adquirir novas informações, mas boa memória; sono profundo e prolongado; tendência à obesidade; digestão vagarosa, fome moderada; afeição, tolerância, generosidade; tendência à possessividade, complacência; meditar muito tempo antes de tomar decisões; acordar vagarosamente, ficar na cama muito tempo e necessitar de café; ser feliz com a situação existente e preservá-la conciliando os que o rodeiam; respeitar os outros e empatia; busca consolo emocional nos alimentos; andar leve, mesmo com excesso de peso. A localização principal Kapha é o estomago. Assim, substâncias que proporcionam estes tipos de reações precisam ser substituídas, por produtos quentes, secos e leves. Alimentos como frutas desidratadas, folhas frescas e refogadas, arroz integral, milho, pipoca, mel, gengibre e pimentas equilibram as energias dos Kaphas. Não são hábitos aconselháveis comer em excesso, comer muitas vezes ao dia e ingerir alimentos doces, salgados e ácidos, gordurosos e líquidos.

As pessoas de natureza Vata (Ar + Espaço) têm como características a leveza, estrutura esguia; rapidez nas atividades; fome e digestão irregulares; sono leve e interrompido, insônia; entusiasmo, vivacidade, imaginação; excitabilidade, mudança de humor; rapidez ao adquirir novas informações e esquecê-las; tendência à preocupação; tendência à obstipação intestinal; reagem ao mundo pelo tato, pele seca; cansaço fácil, tendência à exaustão; energia mental e física em explosões repentinas. A localização principal Vata é o intestino grosso. Estas pessoas devem escolher uma nutrição diferente das características Vata (secura e leveza). O ideal é consumir alimentos que contenham natureza antagônica a essas características, ou seja, substâncias com peso e umidade. É indicado arroz, batata-doce, leite, aipim, pães sem fermento, ghee, inhame e soja. Não são aconselháveis o jejum, comer menos que o necessário e ingerir alimentos amargos, frios, picantes, adstringentes, secos, e misturas de alimentos.

Referências: